top of page

O que é preciso para ser arteterapeuta?

A resposta básica sobre como se tornar arteterapeuta seria ingressar em uma pós-graduação lato-sensu/especialização e concluir sua formação. Para isso, você precisa apenas ter um diploma de graduação em qualquer área. Então, se é apenas isso que você busca, a informação foi dada. Há uma série de instituições que oferecem arteterapia atualmente, porém há algo que nenhuma delas vai te dar. O tornar-se arteterapeuta está bem além de uma formação e se você quer saber mais sobre alguns pontos necessários, vem comigo. A ideia não é esgotar, mas refletir :)

Acho importante frisar que minha abordagem é junguiana, então todos os textos e entendimentos da minha vivência estão ancorados nesta base. Acredito que possamos falar de arteterapias, pois apesar de haver uma ideia em comum “terapia pela arte”, as abordagens são amplamente diferentes.


Então, vamos lá. Vou listar aqui algumas reflexões importantes para você que está passando por uma formação ou sentindo esse chamado :)

Qual a abordagem terapêutica que você já tem ou está buscando? Muitas formações abraçam diversas abordagens e claro que existem pontos de convergências, não precisamos escolher uma e excluir as demais, mas é preciso ter uma base que te fundamenta, que orienta seu trabalho. Lidar com o humano, com questões profundas de outras pessoas, demanda uma boa orientação nesse sentido. Lembrem, estamos falando de arteterapia, não apenas de arte. Um bom arteterapeuta precisa ter uma boa formação teórica nesse sentido. Porque a arte vai com certeza fazer o trabalho dela, ela mobiliza, relaxa, mexe com quem a manipula, mas é o profissional que precisa estar pronto para dar sustentação para tudo isso.


Já que falamos de formação teórica…


papel com tinta abstrata e pincel
arte cura!

Nenhuma formação será o suficiente Pois é, a arteterapia demanda aprofundamento teórico e prático. Você que está num curso, não se preocupe se sentir que não dará conta, que é muita coisa ou que o curso não te proporcionou tudo que você buscava. Arteterapia é um universo gigante e é preciso se entregar a ele e trilhar o seu próprio caminho. Pense, estamos no campo da saúde mental e da arte. É bastante coisa, né? Mas também não precisamos pirar, o caminho é individual, é importante você entender o que te chama e ir trilhando aos poucos sua jornada. Não tem como estar pronto, no sentido clássico, de esgotar o necessário. Tem mais a ver com se sentir pronto e estar sempre buscando, lendo. Pois o estudo de mitos, símbolos, cores, ser humano, inconsciente coletivo são inesgotáveis.


É preciso ser curiosa ou curioso

Acredito que a curiosidade seja um fator chave, pois estamos falando de um caminho de busca, em que estamos sempre nos perguntando: “para onde essa imagem nos leva? ou o que essa arte me diz?” Não é um caminho de certezas e seguranças. É de descoberta, descobrir o que aquilo que o paciente produziu pode estar dizendo, ter curiosidade sobre aquele mundo interno para ajudá-lo a se conhecer. Curiosidade também pela história da humanidade, pelos seus mitos, pelas culturas, bem aquela curiosidade infantil, sabe?

Que se encanta pelo novo? Ela é uma grande companheira!


Sensibilidade - Criatividade - Empatia

Em alguma esfera, todos os seres humanos são sensíveis e criativos e a arteterapia tem justamente o poder de ajudar a despertar essa camada nos indivíduos. Em nossa sociedade, estas potencialidades foram postas de lado e é essencial que o arteterapeuta esteja em contato com essas esferas dentro de si, que você se permita sensibilizar-se, reconhecer-se e dar voz a estes lados. É preciso sentir o mundo, sentir as imagens, sentir quem chega, pois quando falamos de arte e inconsciente, há outra linguagem em jogo. Essa linguagem não é mais a racional, linear que estamos acostumadas. É a esfera da imaginação, do sensível, da criatividade. Falando de criatividade, podemos dizer que essa é a grande chave do arteterapeuta. Ser criativo, buscar essa potência em si para poder auxiliar o outro em sua busca, pois é só através dela que encontramos novos caminhos, o inconsciente não trás as respostas prontas. Na arteterapia não há um manual a seguir, é preciso estar atento, junto e ser criativo para sentir o caminho que se apresenta.


Ser honesto consigo mesmo

A relação construída internamente é sua base para essa construção externa. Arteterapia não é um caminho objetivo que você possui um mapa e guia alguém, muito pelo contrário, é um caminho interno e profundo. É preciso fazer sua jornada pessoal, estar comprometido com o seu autoconhecimento, com o seu aprofundamento em si mesmo através da arte. O arteterapeuta precisa explorar os materiais, precisa dançar, pintar, desenhar, fazer massinha e o que for. Isso é fundamental. Só até onde fomos, temos a capacidade de ir com o outro. É preciso ir dentro de si.


Passar por processo terapêutico ou arteterapêutico

Para viver profundamente esse autoconhecimento, é preciso ter ajuda também. Sozinhos temos um limite, há conteúdos inconscientes que com ajuda profissional podemos trabalhar e sozinhos seria muito difícil, até mesmo perigoso. Então, é extremamente importante você passar por um processo terapêutico, conhecer-se melhor para então estar apto para atender outras pessoas. Pois se não, passamos a confundir o que é nosso com o que é do outro. Precisamos saber o que é nosso, quais são nossas sombras, fraquezas, gatilhos para podermos acompanhar outra pessoa.


Por último, coragem e amor ao mistério Se você quer trilhar um caminho seguro de respostas prontas, realmente essa não será uma boa escolha. Já se você busca o desconhecido, se você tem um compromisso interno profundo, se você sente que tem algo mais, a arteterapia é um caminho lindo a ser trilhado. É importante ser trilhado com muita calma e de maneira segura, pois o desconhecido oferece seus perigos, mas é um caminho de descoberta constante, em que precisamos estar abertos para tocar e sermos tocados. É preciso coragem, pois não é fácil abraçar as imagens, conversar com o inconsciente e se entregar a sua própria jornada, mas te garanto que as recompensas são infinitas e inomináveis, as novidades estão sempre presentes: um novo olhar, uma nova sensação.


Se trilhado de maneira segura, te leva para onde os que sonham pouco nunca imaginaram chegar!


Boa sorte na jornada, se quiser trocar uma ideia

ou saber mais sobre atendimentos,

entre em contato :)



Comments


bottom of page